Desde 2014, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) analisa o perfil dos roubos no Estado.  Naquele ano, os casos contra residências representavam 2,23% do total – hoje chegam a 2,54%. Neste ano, já ocorreram até abril 3.382 roubos – leve desaceleração em relação ao mesmo período de 2016 , em média, 54 imóveis por dia são assaltados na capital.

Nem mesmo quem mora em condomínios residenciais tem seus bens protegidos. Dados da mesma secretaria apontam aumento de 172% nos roubos e furtos a condomínios na capital paulista entre 2015 e 2016: foram 25 ocorrências em 2015 e 68 no ano passado.

A cada hora, pelo menos um lar paulista é invadido. E o número de roubos a residências em 2016 foi o maior em três anos. Só no ano passado aconteceram 10.905 roubos dessa natureza, elevação de 8,5% ante o ano anterior.

O que os números mostram é o que empresas especializadas em oferecer sistemas de segurança privada já sentem na prática. E síndicos e vítimas desses assaltos têm redobrado a atenção nas portarias. Em abril um prédio da zona sul da capital um homem se disse hóspede de um morador e teve a passagem liberada. Ele e um cúmplice entraram em um apartamento e fugiram levando objetos de valor.

De acordo com a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), o Brasil possui 68 milhões de domicílios, mas apenas 13% contratam seguro residencial. A proteção da residência é uma garantia não somente para o imóvel, mas também para os moradores, e evita possíveis preocupações durante situações emergenciais.

Mapa de roubos

E a necessidade de proteção fica mais evidente com a aproximação das férias, que acarretam em mudança nas rotinas e viagens. É preciso se precaver pois, durante a ausência dos moradores, a residência fica mais desprotegida e vulnerável em várias situações.

Confira as dicas preparadas da Total Seguros para manter a tranquilidade ao adquirir um seguro residencial.

1- Proteção ao imóvel

A cobertura garante ressarcimento em casos de incêndio, roubo e danos elétricos. Além disso, o segurado também pode contratar coberturas adicionais para outros riscos, como vendaval e impacto de veículos.

2- Assistência técnica

Muitas seguradoras oferecem, com a apólice, a opção de serviços adicionais como assistência técnica de aparelhos, serviço de chaveiro e até encanador.

3- Indenizações

Caso a residência seja danificada, roubada ou furtada, o seguro residencial garante indenização até o limite contratado. Assim, o segurado não precisa usar os recursos próprios para repor o que foi perdido.

4- Customização

Além das assistências técnicas e coberturas adicionais, o segurado também pode incluir na apólice outras coberturas que desejar, como responsabilidade civil de empregados domésticos e até perda de aluguel ou pagamento de aluguel, tornando a apólice personalizada e ideal para as suas necessidades.

5- Escolha

Como a possibilidade de customização é grande, as opções também podem ser amplas, variando de acordo com o risco que o segurado considera para o imóvel. Podem ser contratadas coberturas adicionais para proteger bens como joias de família ou objetivos de coleção.

6- Viajar sem preocupações

Mesmo durante a ausência dos moradores, a cobertura continua, o que tranquiliza o segurado. Caso algo ocorra durante a viagem, basta acionar a seguradora.

7- Custos adicionais

Muitas seguradoras já oferecem, como opção, o pagamento de estadias em hotéis, por um tempo determinado, em qualquer acontecimento que impeça o segurado de permanecer em sua residência.

8- Contratação rápida

A  aquisição dessa apólice é extremamente ágil e sem burocracias e pode ser feita rapidamente com nossos corretores.

9- Preço

O valor da cobertura é bem acessível e mais barata, por exemplo, que o seguro automotivo.

10- Custo-benefício

Quando comparados investimentos e vantagens conquistadas, a relação custo-benefício é gigantesca.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.