Uma das maiores dúvidas de quem contrata seguro de Automóvel é quanto à franquia descrita e contratada em sua apólice de seguro.

O que é, quais as modalidades, como utilizar, quando utilizar, são dúvidas frequentes.

É importante saber que a franquia é uma co-participação do segurado em um sinistro de perda parcial do bem, seja por colisão ou incêndio. É a parte que cabe ao segurado, como segurador de si mesmo. Ou seja, num sinistro em que ocorra danos parciais, cabe ao segurado pagar uma franquia, ficando o restante do valor a completar o total do prejuízo causado por conta da seguradora contratada.

A exemplo, para uma situação hipotética de um prejuízo de sinistro de R$ 5.000,00 e uma franquia de R$ 2.000,00, temos a seguinte situação: ao segurado, cabe pagar a franquia (R$ 2.000,00) e o restante do prejuízo fica a cargo da seguradora (R$ 3.000,00).

Observe que para sinistros em que ocorram perda total do bem segurado, ou seja, quando o prejuízo causado pelo evento seja superior a 70% do valor do bem contratado na apólice, não pagamento de franquia. Sendo o prejuízo de total responsabilidade da seguradora.

A franquia é definida no momento da contratação da apólice, seguindo a sua vigência.  Sendo paga a cada ocorrência de de sinistro de danos parciais.

O valor da franquia pode ser modulado conforme a necessidade de cada segurado para maior (franquia majorada) ou menor valor (reduzida), modificando de forma inversa o valor do prêmio a ser pago.

Diferentes formas de franquia no seguro de automóvel

A franquia é a participação obrigatória do segurado nos sinistros de perda parcial do automóvel. Isso significa que sempre que o veículo segurado é consertado por meio do seguro, o segurado pagará a franquia, enquanto a seguradora cobrirá a diferença.

Não há cobrança de franquia somente nos sinistros de perda total (danos acima de 75%), roubo ou furto sem recuperação, incêndio e explosão. Também não há franquia quando o veículo é consertado por meio da cobertura de terceiros do causador.

Por conta disso é do interesse do consumidor conhecer opções de franquia menores ou até mesmo de seguros sem franquia. As alternativas existentes no mercado atualmente são as seguintes:

  • Seguro de franquia (também conhecido como cobertura de isenção de franquia)
  • Franquias facultativas, de diferentes tamanhos
  • Benefício de isenção de franquia quando for vítima

Cobertura de isenção da 1ª franquia

Algumas poucas seguradoras como a HDI trabalham com cobertura de “isenção da 1ª franquia”.

Esta cobertura também pode aparecer com o nome de “seguro da 1ª franquia”.

Contratando esta cobertura o segurado não terá que pagar a franquia no primeiro sinistro que ocorrer durante a vigência da apólice.

A partir do 2º sinistro já terá que pagar a franquia normalmente.

Esse benefício não se acumula para outros anos se o seguro vencer e a isenção não chegar a ser utilizada na vigência.

Exemplo: Um segurado tem cobertura de isenção da 1ª franquia. Ao longo do ano ele sofre dois sinistros. No 1º sinistro ele não precisará pagar a franquia devido a cobertura de isenção, de modo que a seguradora cobrirá todo o conserto sem nenhuma participação do segurado. Já no segundo sinistro o segurado deverá pagar a franquia e a seguradora cobrirá a diferença acima da franquia.

Tipos de franquia facultativa

As franquias facultativas são diferentes opções de franquia em termos de valor. Ela continua sendo obrigatória, mas com outras opções de tamanho.

Entre essas opções está a de franquia reduzida, sendo a mais comumente comercializada a de 50% do valor da franquia básica. Há seguradoras que comercializam também opção de franquia reduzida de 25%.

Exemplo 1: Se a franquia básica é de 4.000 reais, a franquia reduzida de 50% será metade da básica. Ou seja, 2.000 reais.

Exemplo 2: Se a franquia básica é de 4.000, a franquia reduzida de 25% será a metade da metade da básica. Ou seja, 1.000 reais.

Para quem tem interesse em um seguro de automóvel com a menor franquia possível, é sempre interessante cotar o seguro com franquia básica e franquia reduzida para comparar as opções.

Beneficio de isenção de franquia quando for vítima

Algumas poucas seguradoras oferecem benefício de isenção de franquia quando o segurado é vítima na colisão. Para ter o benefício é necessário atender os pré-requisitos determinados pela seguradora no contrato, os quais geralmente envolver ter um Boletim de Ocorrência claro, com duas testemunhas e dados do causador.

No momento da abertura do sinistro é importante solicitar ao corretor para verificar se sua seguradora tem este benefício. Em algumas seguradoras, por exemplo, este benefício está disponível no produto “Auto”, mas não no “Auto Clássico”.

Aproveite e faça sua cotação de seguro de automóvel conosco!

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.