O Índice de Variação dos Custos Médico-Hospitalares (VCMH) o mais importante indicador utilizado pelo mercado de saúde como referência sobre o comportamento de custos, foi atualizado pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

O registro marcou alta de 19,4% nos 12 meses encerrados em setembro de 2016. Essa é a maior variação para o período registrada pelo indicador desde o início da série histórica, em 2007.

A título de comparação, a inflação geral do País, medida pelo IPCA, ficou em 8,5% no mesmo período.

O resultado do VCMH é bastante negativo, principalmente por apontar recorde no aumento dos custos enquanto o setor da saúde suplementar continua a registrar quedas consecutivas no total de beneficiários de planos médico hospitalares.

O que deveria resultar em menor pressão dos custos, já que há menos beneficiários utilizando os serviços. Vale lembrar que além dos custos assistenciais em alta e da redução do total de vínculos, o setor ainda recebeu autorização da ANS para reajuste das contraprestações dos beneficiários de 13,55%.

Veja aqui o documento

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.